O que é a Maçonaria

É uma fraternidade Universal, de cunho iniciático, cujos membros congregam-se em locais denominados “Lojas Maçônicas”, nas quais buscam, através do trabalho, o crescimento do homem, para que ele possa ajudar a Humanidade a ser feliz, construindo uma sociedade mais Justa e Igualitária.

Há, pelo menos, quatro séculos, reunindo homens de bem, de diferentes classes sociais, raças, posições políticas e credos, a Maçonaria também chamada Ordem Maçônica é, antes de qualquer coisa, uma fraternidade universal, devotada totalmente ao desenvolvimento humano e à pratica do bem, herdeira de tradições diversas de mais de 5.000 anos.

A Maçonaria não é uma religião, mas exige de seus membros a crença em um único princípio criador, regulador, absoluto, supremo e infinito ao qual denomina Grande Arquiteto do Universo. Aceita em seus quadros tão somente homens livres e de bons costumes, maiores de 21 anos, sem distinção de raça, credo ou posição social.

Seu objetivo maior, sempre lembrado, é o desenvolvimento em todas as suas esferas – do potencial humano de cada um dos seus membros e a constante melhoria da humanidade no seu todo. A Maçonaria encoraja os seus membros, bem como familiares, a serem bons cidadãos e a escolherem os seus meios próprios e legais de expressão política. Todavia, ela não é uma organização política. Os Maçons são dedicados a se tornarem melhores homens, sejam como cidadãos, chefes de família, como profissionais ou em todas as suas demais relações com a humanidade.

A Maçonaria é uma organização que exige dos seus membros a observância de rígidos princípios éticos e morais, destacando a fraternidade entre os homens, a tolerância, o respeito às leis e às autoridades constituídas e a busca incessante da verdade. Em suas Lojas, são constantemente expostos a sessões de instrução e estudos nas quais esses princípios éticos, morais e espirituais são ensinados e debatidos. Preservam e praticam ainda o patriotismo, e obras de beneficência.

A Maçonaria, hoje, não é uma sociedade secreta; apenas discreta. A maçonaria tem muito de suas realizações, feitos e locais de suas reuniões amplamente conhecidos. Muitos Maçons fazem questão de exibir os símbolos da Ordem em seus distintivos de lapela, anéis, chaveiros e outras jóias, fazendo-se identificar publicamente com ela. As Lojas, as Potências Maçônicas e as organizações para-maçônicas têm seus documentos legais registrados, como qualquer pessoa jurídica em Cartórios de Títulos e Documentos publicados em Diário Oficial.

Muitos livros têm sido editados sobre a Maçonaria revelando seus símbolos, rituais, filosofia, Constituições e Regulamentos. Esses podem ser facilmente encontrados e consultados nas livrarias e nas centenas de bibliotecas públicas espalhadas pelo país.

A verdade é que os Maçons têm meios que lhes são próprios de mútuo reconhecimento e realizam cerimônias privadas, que, por óbvias razões, não são acessíveis aos não maçons.

Muitos homens de bem, de diferentes classes sociais, tem pertencido à Maçonaria. Políticos, governantes, artistas, empresários, lideres religiosos, intelectuais, militares, educadores e benfeitores da humanidade são contados entre os maçons.