A importância histórica de Miracema no cenário do Estado do Tocantins

19 Outubro 2020 Escrito por Goianir José Sales História da Grande Loja Maçônica do Estado do Tocantins 194
Avalie este item
(0 votos)

Miracema do Tocantins é importante não pela data de fundação, pois existem muitas outras cidades mais antigas, mas pela sua localização geográfica e estratégica.

Quando da passagem dos desbravadores, garimpeiros que iam para a região Centro-Oeste, os Bandeirantes do Século XX, na sua maioria eram obrigados a passar pelo futuro ponto de apoio em Miracema, causando o desbravamento, desenvolvimento e por consequência, a fundação de várias cidades e povoados, por exemplo Bela Vista, hoje Miracema do Tocantins.

Quando da construção da Belém-Brasília, que teriam que construir a ponte do Estreito, todo o material pesado teria que vir de Belém ou do Sul do País. De Belém teria que vir por via fluvial, ficando pois inviável devido a demora. Resolveram trazer todo esse material do sul do país. Obstáculo quase intransponível, as estradas eram ainda carroçais. Teria que ser de caminhão com as rodas traseiras com correntes adaptadas devido os grandes deslizamentos e atoleiros existentes e mesmo assim vinham até a pequena e pacata Miracema do Norte. Depois de Miranorte existia as dificuldades da subida da ladeira e próximo a Araguaína existia um atoleiro que segurava até as grandes máquinas pesadas da época, permanecendo esse problema por muito tempo. Tornou-se necessário se construir um Porto aqui em Miracema, (SPVEA) para levar esse material daqui para Estreito. Esse Porto foi denominado posteriormente por Ponto de Apoio. O rio Tocantins só era navegável até aqui, pois existia logo depois a Cachoeira do Lajeado.

Foi finalmente construída a tão esperada Ponte do Estreito, daí surgiu a famosa frase do Presidente Juscelino que disse: "Acabamos de romper o último obstáculo que separava o Norte do Sul do País".

Vejam quão grande é a importância dessa estrada, dessa ponte da importância desse Ponto de Apoio de Miracema para todo o País.

Em 1962 houve a necessidade de se funda uma Loja Maçônica acima do Paralelo 13, numa região central de fácil acesso a todas as regiões do futuro Tocantins. Foi escolhida então a cidade de Miracema do Norte, pensando na acessibilidade da cidade de Carolina-MA, pela via fluvial do Tocantins. Infelizmente não foi possível, pois Carolina pertencia a outra Jurisdição Maçônica; voltaram os olhos então para Goiânia-Goiás.

Primeiro Obstáculo: as estradas de Miracema para Goiânia eram ainda carroçais, gastando até três dias daqui para Goiânia num Jeep velho de capota de lona, chegando no fim da viagem irreconhecível.

Esse trabalho inicial foi feito pelos maçons Cândido Ayres e Edson Barreira e Silva. Enquanto Dr. Cândido Ayres ia mantendo contato com os primeiros interessados, o Sr. Edson Barreira e Silva, mais jovem, fazia as viagens para Goiânia enfrentando sol, chuva, calor e poeira. A Loja foi fundada em Julho de 1962, com o nome distintivo de Redenção de Miracema Nº 20. Com a criação do Estado do Tocantins, criou-se a Grande Loja do Estado mudando para Redenção de Miracema Nº 1, por ordem de fundação. Essa Grande Loja hoje é reconhecida em todo o mundo pelo seu grande brilhantismo, sendo a Redenção de Miracema quem originou a Grande Loja do Tocantins.

Quando o primeiro habitante subiu no Ponto de Apoio, ele assim exclamou: "Ó que Bela Vista..." pois ele estava contemplando o belo rio Tocantins quando suas águas traziam para o terreiro dos miracemenses a Lua que passeava num céu pontilhado de estrelas, tornando as noites de Miracema um espetáculo de rara beleza.

Também do Ponto de Apoio assim exclamou outro futuro morador: "Miracema, Miracema", que quer dizer mirando as águas e agora eu digo:

 

"Mirando as águas do Tocantins,

do Providência

e do Correntinho

Miracema está no meio,

já que o mar,  

tão manhoso,

preguiçoso

cá não veio..."

 

Por isso e muito mais Miracema é uma cidade importante, histórica e poética no cenário do Estado do Tocantins. Estou citando todos esses fatos para mostrar a história de Miracema e quanto devemos ter responsabilidade para com ela, pois aqui tudo começou... Viva Miracema

 

Informações adicionais

  • Autor: Goianir José Sales - Historiador, Membro da Academia Tocantinense Maçônica de Letras (Cadeira Nº 13)

Itens relacionados (por marcador)

Mais nesta categoria: « Cápsula do Tempo